Buscar

PAGAR MENOS NA EXPERIÊNCIA E AUMENTAR DEPOIS (É CERTO?)



O contrato de experiência nada mais é do que um acordo de trabalho por prazo determinado entre uma pessoa e uma organização, onde a intenção das duas partes é entenderem se faz sentido firmar um compromisso a longo prazo ou não.


Tanto a empresa quanto o profissional têm, pelo menos, 90 dias para avaliarem os valores, cultura e os resultados e no fim, decidirem se querem ou não seguir trabalhando juntos.


É muito comum as dúvidas do que é certo ou errado nesse período e, principalmente, se é estratégico fazer essa espécie de "teste drive" pagando menos e aumentando após o contrato de 90 dias.


Na nossa opinião, tudo depende do cenário da empresa.


Cenário 1) Se a empresa tem caixa para desde o início pagar o valor que o profissional estipulou, não vemos necessidade de começar pagando menos. Pagar mais desde o início pode ser muito positivo.


Cenário 1) Se a empresa não tem orçamento para a vaga, achamos válido fazer um teste drive. É muito comum empresas que não possuem verba, mas precisam de um braço nas atividades, estipularem um valor inicial e, se o profissional trouxer os resultados esperados, o salário sobe de acordo com as entregas. Se o drive do colaborador for dinheiro, encontramos então, a motivação e o match certo :)

Queremos saber: qual é a sua opinião sobre pagar menos no período da experiência e aumentar depois? Compartilhe nos comentários!